Amor, compaixão, solidariedade e, acima de tudo, gratidão a Deus inundam meu coração. Hoje eu tenho o orgulho de adicionar uma história àquelas que li e me fizeram estar aqui.

Amor, compaixão, solidariedade e, acima de tudo, gratidão a Deus inundam meu coração. Hoje eu tenho o orgulho de adicionar uma história àquelas que li e me fizeram estar aqui.

Como cheguei aqui?

Tudo começou com um vazio gigante no peito que me angustiava. Um sentimento de solidão que me fazia buscar um sentido para a vida. Foi em uma tarde vazia, percorrendo a minha timeline que encontrei o Semeando.

Foram horas no site lendo histórias incríveis de pessoas comuns que resolveram se doar ao próximo sem ao menos conhece-los. E cada relato despertava um desejo de entender que amor era esse, que movia esse grupo de pessoas com um proposito comum de amar ao próximo como a si mesmo; era isso que eu estava precisando.

A primeira ação

Ufa, enfim chegou o grande dia e logo no primeira ação encontrei pessoas até então desconhecidas que se reuniram em um domingo à tarde para aprender a fazer o bem.

Coloquei a roupa, o cabelo, a make e o nariz que magicamente me fez transformar na ainda retraída Dra. Paçoca. O que eu estava sentindo? Nervosismo, medo, ansiedade, alegria e muitas, muitas dúvidas. O que fazer? O que falar? Como reagir? E se não acharem graça ou não der certo?

Tudo isso se repetia a cada quarto, mas as dúvidas, a incerteza e o medo começaram a desaparecer a cada sorriso, a cada olhinho brilhando atento a tudo.

A alegria de amar ao próximo

Desde o quarto em que todos entraram na brincadeira. No quarto em que incrivelmente não lembrava de nenhuma música para distrair a senhorinha que esperava os remédios aliviarem sua dor.

E até no abraço da enfermeira, que tem que ser forte diante da dor do outro, mas que ao abrir a porta da UTI se deparou com a alegria na arte da palhaçaria.

Fui embora com a certeza de que tinha feito a escolha certa, desde então a ansiedade pela próxima ação domina meus sentimentos e os dias nunca pareceram tão longos quanto esses.

Obrigada Semeando e Semeadores por me deixar fazer parte dessa linda história e que venham muitas outras visitas/enclowntro.

Com muito amor

Dra.Paçoca – Aline Vieira